comunidade-terapeutica

Você sabe o que é uma comunidade terapêutica? Trata-se de instituições sem fins lucrativos que visam à recuperação de viciados em drogas. Esses espaços funcionam como uma verdadeira comunidade: conta com líderes e normas internas, onde a principal delas é o combate total à dependência química. O ideal é que a adesão seja voluntária, pois isso facilita o trabalho terapêutico. Durante todo o tratamento o interno possui assistência médica e psicológica que irão ajudá-lo em seu objetivo.

Os princípios básicos de uma clínica terapêutica são o respeito às pessoas (sem nenhuma forma de discriminação quanto à raça, cor, religião, orientação sexual, situação financeira ou antecedentes criminais), o direito à privacidade é garantido a todos os pacientes e é vedado qualquer tipo de violência nas dependências do recinto. Todo o tratamento é realizado por profissionais responsáveis e comprometidos, a fim de garantir saúde e bem-estar a todos.

Portanto, se você está sofrendo por conta de um dependente químico, seja ele você ou um familiar, o melhor a fazer é recorrer a uma dessas associações. Além de todo o apoio oferecido pela equipe responsável, o paciente terá oportunidade de conviver com outras pessoas que passam pelo mesmo problema, podendo assim trocar experiências e ampliar seu círculo de relacionamentos, o que representa outro ponto importantíssimo para a recuperação.

As comunidades terapêuticas proporcionam um verdadeiro recomeço, pois mostram que é possível reorganizar sua vida sem o consumo de entorpecentes. Para isso, disciplina é fundamental, pois além do vício das drogas em si, é preciso abdicar de uma série de outros vícios e comportamentos adquiridos em razão da dependência. E é exatamente nesse quesito que a comunidade tem papel fundamental: orientar o paciente, adaptando sua rotina a um estilo de vida mais regrado.

Em algumas comunidades, cada interno fica responsável por um pequeno “trabalho” que beneficie a todos os pacientes. Dessa forma, o dependente redescobre o prazer de realizar ações que o façam se sentir útil na vida de outras pessoas. Entrar em uma clínica terapêutica é dizer sim a uma nova vida, é libertar-se de um mal silencioso, capaz de destruir famílias e lares.